Espaço de interacção e de registo dos percursos efectuados na UC de avaliação de produtos multimédia educativos no ano lectivo de 2009/2010.
pesquisar neste blog
posts recentes

Síntese da sessão do dia 18 de Setembro

Análise Reflexiva - Grupo 1

Avaliação de Recursos Educativos Digitais para Quadros Interactivos - Grupo 1

1º Ensaio (individual) na Avaliação de Recursos para Quadros Interactivos

Avaliação de Recursos Educativos Digitais para Quadros Interactivos - grupo 2

Mapa Conceptual actualizado

Síntese da sessão do dia 7 de Julho

Síntese da sessão do dia 25 de Junho

Síntese da sessão do dia 18 de Junho

Grelha para avaliação de recursos para QI

arquivos

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

participar

participe neste blog

Quarta-feira, 21 de Abril de 2010
Sínteses da Inês Isidoro

Síntese 1 – “Avaliação do Software Educativo para o ensino da matemática”

 

Neste documento pretende-se analisar os softwares educativos. O software educativo é avaliado consoante a sua consistência da representação, usabilidade, qualidade da interface e qualidade do feedback.

O objectivo da avaliação consiste em encontrar um software que se adequa à educação da matemática: os processos cognitivos, o raciocínio, as estratégias adoptadas durante o processo de resolução, os estágios de desenvolvimento relativos às habilidades envolvidas e caracterização dos diversos problemas e seu nível de complexidade.

 

Informação recolhida sobre a avaliação:

iisidoro.blogs.ua.sapo.pt/1264.html

 

Referência:

Gomes, A., Filho, J., Gitirana, V., Spinillo, A., Alves, M., Melo, M., Ximenes, J. (2002). Avaliação de software educativo para o ensino de matemática. Florianópolis (SC).

 

-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----

 

Síntese 2 – “Avaliação de Aplicações Educativas de Ciências da Natureza: Desenvolvimento e Implementação de uma Abordagem Hipermédia”

 

Este artigo desenvolveu uma ferramenta hipermédia de apoio à avaliação de aplicação educativa de Ciências da Natureza. O objecto de avaliação é a “Hiper_Lista” que valoriza as perspectivas de avaliação educacional, sumativa, integradora e qualitativa.

 

Informação recolhida sobre a avaliação:

iisidoro.blogs.ua.sapo.pt/1514.html

 

Referência:

Silva, M. J., Gomes, C. A. (s/d). Avaliação de Aplicações Educativas de Ciências da Natureza: Desenvolvimento e Implementação de uma Abordagem Hipermédia. Consultado em 8 de Março de 2010. http://lsm.dei.uc.pt/ribie/docfiles/txt2003729182052paper-034.pdf

 

-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----

 

Síntese 3 – “Ambiente Virtual para análise de Softwares Educativos”

 

O objecto de avaliação neste artigo é um ambiente virtual que tem como objectivo avaliar um software educativo.

Esses ambientes virtuais, conforme os autores do artigo, são classificados segundo as aplicações hipermédias; sites educativos; sistemas de autoria para cursos à distância; salas de aulas virtuais; frameworks para a aprendizagem cooperativa; ambientes distribuídos para a aprendizagem cooperativa; e, portais educativos.

Também são classificados quanto aos métodos (aplicativos fechados e aplicativos abertos), quanto à aprendizagem do aluno (sequencial, relacional e criativo) e quanto aos objectos pedagógicos (tutoriais, aplicativos, ambientes de programação, exercícios e prática, multimédia e internet, simulação e jogos).

Entre vários ambientes virtuais, os autores referem o ambiente C.A.S.E. neste ambiente, a avaliação baseia-se em análise de aspectos técnicos e pedagógicos, aspectos relativos ao currículo e à aprendizagem do aluno e aspectos relativos ao trabalho do docente.

 

Informação recolhida sobre a avaliação:

iisidoro.blogs.ua.sapo.pt/760.html

 

Referência:

André, R., Daniel, A., Guilherme, B., Gomes, S. (2003) Ambiente Virtual para Análise de Software Educativo. Campinas (SP).

 

-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----

 

Síntese 4 – “Ajudar a avaliar o Software”

 

O objectivo da avaliação consiste em avaliar e analisar um programa de software para, posteriormente, ser utilizado nas aulas.

                Este artigo refere que existem muitos métodos de avaliar, mas o uso do questionário informatizado é o mais adequado. Se for com perguntas fechadas, torna-se fácil de exploração.

                Os autores deste artigo sugerem os seguintes critérios: a avaliação da qualidade técnica (configuração, operação, assistência técnica, aspectos Web); a ergonomia (orientação, cargo de trabalho, manipulação, homogeneidade, adaptabilidade); os documentos multimédia (textos, documentos visuais, documentos sonoros, interdependência); o cenário (estrutura, ferramentas de navegação, ficção); as ferramentas pedagógicas (situação, conteúdos, personalização, actividade, assistência, avaliação); e, as impressões gerais do observador.

 

Informação recolhida sobre a avaliação:

iisidoro.blogs.ua.sapo.pt/1621.html

 

Referências:

Hu, O., Trigano, P., Crozat, S. (s/d). Une aide à l’evaluation des logiciels multimédias de formation. Consultado em 28 de Março de 2010. http://www.hds.utc.fr/~ptrigano/publications/STE_hu.pdf

 

-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----x-----x-----x-----x-----x----x-----

 

Síntese 5 – “Os Softwares de Aprendizagem”

 

                Este artigo procura classificar os softwares com critérios relevantes para a educação.

                Os softwares são avaliados em oito funções (indicando em cada uma delas o tipo de software, as tarefas propostas aos alunos, o tipo de teoria apresentada e utilizada e o tipo de conhecimento utilizado): apresentação da informação; possibilidade da realização de exercícios; ensinar verdadeiramente; captação da atenção e motivação do aluno; espaço de exploração; ambiente para a descoberta de leis naturais; ambiente para a descoberta de domínios abstractos; e, espaço de intercâmbio entre alunos/estudantes.

 

Informação recolhida sobre a avaliação:

iisidoro.blogs.ua.sapo.pt/2110.html

 

Referência:

Vries, E. (2001). Les logiciels d’apprentissage: panoplie ou évantail?. Consultado em 16 de Março de 2010. http://edutice.archives-ouvertes.fr/docs/00/00/15/75/PDF/deVries_RFP.pdf

 



publicado por iisidoro às 18:22

editado por mjoao em 22/04/2010 às 15:36

mais sobre os autores deste blog ...
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post