Espaço de interacção e de registo dos percursos efectuados na UC de avaliação de produtos multimédia educativos no ano lectivo de 2009/2010.
pesquisar neste blog
posts recentes

Síntese da sessão do dia 18 de Setembro

Análise Reflexiva - Grupo 1

Avaliação de Recursos Educativos Digitais para Quadros Interactivos - Grupo 1

1º Ensaio (individual) na Avaliação de Recursos para Quadros Interactivos

Avaliação de Recursos Educativos Digitais para Quadros Interactivos - grupo 2

Mapa Conceptual actualizado

Síntese da sessão do dia 7 de Julho

Síntese da sessão do dia 25 de Junho

Síntese da sessão do dia 18 de Junho

Grelha para avaliação de recursos para QI

arquivos

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

participar

participe neste blog

Segunda-feira, 1 de Março de 2010
Levantamento de percepções sobre o tema da unidade curricular

  

Baseando-vos nas vossas percepções e, eventualmente em experiências anteriores, discutam o que entendem por avaliação de produtos multimédia educativos. Várias questões se podem colocar a partir do tema da disciplina. Tendo em vista guiar a discussão, sugiro seguidamente algumas:

Sobre avaliação - O que é avaliar? E avaliação de recursos educativos? Quem a faz? Com base em quê? Como? Que outros termos consideram estar associados ao conceito de avaliação?

Sobre software educativo - O que entendem por de produtos multimédia educativos/software educativo? Que software educativo conhecem? Que tipo de aplicações informáticas engloba este termo? Tendo em conta que em contexto educativo podem ser exploradas aplicações informáticas gerais, processadores de texto, bases de dados, ferramentas de elearning, … , poder-se-á também considerá-lo como software educativo?

Sobre avaliação de produtos multimédia educativos – O que é? Quem faz? Com que finalidades? Haverá “receitas” para avaliar este tipo de recursos? Não havendo, o que se deve ter em conta? Como se faz? Em que contextos?

Outras questões se poderão levantar e espero que a discussão as faça emergir.

Se já alguma vez fizeram avaliação de produtos multimédia educativos, refiram com que finalidade, quem foi envolvido, como a efectuaram e quais os resultados.

Bom trabalho!


tags: , , ,

publicado por mjoao às 23:46

5

De ritavital a 8 de Março de 2010 às 21:21
Baseando-me na minha experiência enquanto professora do 1.º ciclo posso dizer que avaliar é verificar se os alunos adquirem as competências e os conhecimentos necessários. É analisar e verificar. Passa por informar e evidenciar o modo como cada aluno aprende e como tal permite reformular e reconstruir o processo de ensino e encontrar soluções para problemas. Existem diversos instrumentos que auxiliam o processo de avaliação, desde a observação à construção de grelhas e matrizes com parâmetros que pretendemos avaliar.
A avaliação pode ser formativa, sumativa ou aferida. A formativa tem como principais finalidades informar acerca das aprendizagens e competências e reorientar o desenvolvimento dos projectos curriculares de turma, a sumativa permite decidir sobre a retenção ou progressão dos alunos e a aferida pretende obter dados sobre o desenvolvimento do currículo nacional através da aplicação de provas de aferição.
Relativamente ao software educativo este corresponde a um conjunto de instrumentos que pretendem auxiliar no processo educativo e no ensino. Deverão ser pedagógicos e didácticos mas também lúdicos para poderem motivar o aluno à sua utilização. Penso que são avaliados por técnicos especializados. Como tal, quem avalia deverá ter em conta os parâmetros que pretende avaliar. Considero que quando se avalia um software educativo deve ter-se em conta o público-alvo que o está a utilizar, ou seja se é adequado para o utilizador, se é de fácil acesso e funcional de forma a proporcionar aprendizagens significativas. Um aspecto que não deve ser esquecido é a sua actualidade, ou seja, o software deve estar de acordo com os objectivos de ensino-aprendizagem referentes a uma determinado contexto.
A avaliação do software educativo deverá ser realizada no sentido de conhecer as potencialidades e limitações de um recurso, para o poder tornar cada vez melhor e indo ao encontro, de uma forma mais eficaz, dos seus objectivos.


De mjoao a 9 de Março de 2010 às 19:58
Ora bem, já temos uma primeira resposta, a da Rita.
Venham as restantes, para no final do semestre podermos tirar ilações sobre as aprendizagens efectuadas.


De lmmp a 9 de Março de 2010 às 21:41
1.Sobre avaliação

O que é avaliar?
•Avaliar é uma acção que permite a compreensão de um acto, objecto, estudo, etc., retirando sobre ele um valor qualitativo ou quantitativo.
E avaliação de recursos educativos?
•Os recursos educativos são um apoio para toda a comunidade educativa como tal a sua avaliação deve ser efectuada para verificação da qualidade e potencial educativo desse recurso.
Quem a faz?
•A avaliação dos Recursos educativos é efectuada por entidades públicas próprias com experiência em avaliação (exemplo: Ministério da Educação).
Com base em quê?
•A avaliação tem como base promover a qualidade dos recursos didácticos disponíveis, orientar professores e alunos, promover um conhecimento mais autónomo e correcto, etc.
Como?
•A entidade avalia nesse recurso educativo a fiabilidade, a usabilidade, a qualidade e a acessibilidade utilizando tabelas/grelhas para o efeito.
Que outros termos consideram estar associados ao conceito de avaliação?
•Avaliação – Provar; Verificar; Apreciar; Averiguar; Apurar; Analisar.

2.Sobre software educativo

O que entendem por software educativo?
•Software educativo é um software/programa que tem como principal função o ensino e a auto-aprendizagem do indivíduo, promover a motivação, proporcionar informação, etc.
Que software educativo conhecem?
•Microsoft Word/Excel/PowerPoint; HyperStudio; Wikipedia, Wikis, Paints, etc.
Que tipo de aplicações informáticas engloba este termo?
•(sem conhecimento para responder)
Tendo em conta que em contexto educativo, podem ser exploradas aplicações informáticas gerais, processadores de texto, bases de dados, ferramentas de elearning, … , poder-se-á também considerá-lo como software educativo?
•Sim.

3.Sobre avaliação de software educativo

O que é?
•Avaliação de Softwares Educativos é a averiguação de possíveis erros/riscos e potencial desse software.
Quem faz?
•Penso que a avaliação seja feita por especialistas da área da educação mas também com conhecimento nas tecnologias.
Com que finalidades?
•Avaliar um software educativo tem como finalidade informar, ajudar e orientar as escolas e os professores, identificar eventuais erros de conteúdos, contribuir para o conhecimento pedagógico, motivar as práticas pedagógicas.
Haverá “receitas” para avaliar software educativo? Não havendo, o que se deve ter em conta? Como se faz? Em que contextos?
•Penso que não haja nenhuma técnica específica para a avaliação. No entanto, os especialistas (docentes, por exemplo) devem seguir alguma orientação (questionários, entrevistas…) para recolha de informações.


De mjoao a 10 de Março de 2010 às 23:43
Com alguma timidez mas os comentários vão aparecendo. Assiná-lo com satisfação mais um. Vejamos se os restantes não tardam!!


De catarinaoliveira a 11 de Março de 2010 às 23:23
Sobre avaliação:
Avaliar é analisar verificando se os objectivos previstos foram alcançados. Trata-se por isso do controlo de algo (de uma aprendizagem ou da construção de um objecto) de modo a proporcionar o seu consecutivo melhoramento. No que se refere aos recursos educativos, penso que a avaliação tem por base a mesma função baseando-se por isso na análise dos mesmos para se verificar se os objectivos desses mesmos recursos foram alcançados, se estão bem elaborados, se estão adapatados ao público alvo, se são apelativos, enfim, tendo em conta os parâmetros que se pertende avaliar. Quem avalia, será não só quem o cria, como quem o utiliza e também aquele que tem competências para o fazer. Sendo assim a avaliação poderá ser de várias formas, utilizando-o, verificando as suas potencialidades e as suas falhas, e analisando-o criteriosamente baseando-se em parâmetros de avaliação pré-elaborados, podendo-se basear também em alguns estudos científicos anteriores e em algumas fichas de avaliação já elaboradas. No entanto, será importante seleccionar o mais importante para que não se cometa os mesmos erros. Neste sentido considero que os termos associados ao conceito de avaliação são análise, verificação, apreciação, controlo, compreensão e examinação.

Sobre software educativo:
Software educativo são todos os programas e aplicativos ou mesmo sistemas que permitem o desenvolvimento de conhecimentos ou de competências em diversas áreas, podendo proporcionar o ensino ou a aprendizagem de novos conceitos. Eu conheço alguns CD’s e DVD’s didácticos, relacionados com o 1.º Ciclo do Ensino Básico e com o ensino da música, conheço também o software active primary e o smartboard para quadros interactivos e alguns sites com jogos e aplicações educativas interessantes para a abordagem de alguns conteúdos em sala de aula. Relativamente à quarta questão eu penso que todas essas aplicações informáticas gerais também se deveriam considerar como software educativo apesar da aprendizagem que proporcionam não estar tão visível. No entanto, tanto os processadores de texto como as bases de dados orientam o aluno em várias acções importantes para o desenvolvimento de competências das diferentes áreas curriculares.

Sobre avaliação de software educativo:
Como referi na primeira questão, avaliação de software educativo é a análise criteriosa desse mesmo software de modo a verificar se os objectivos foram ou estão a ser cumpridos. Esta avaliação poderá ser feita por qualquer pessoa que tenha competências para o fazer e que sinta necessidade de o fazer, como por exemplo para o utilizar em sala de aula. Não creio que existam receitas, no entanto penso que devem existir imensos estudos já elaborados com alguns exemplos de fichas ou grelhas de avaliação. Cada avaliador, no entanto, deverá definir previamente os parâmetros que pretende avaliar, tendo em conta todos os aspectos relevantes que de um modo ou de outro interferem com o(s) objectivo(s) do software educativo. Deve por isso ter em conta a análise do conteúdo, da forma como está apresentado e dos aspectos técnicos e artísticos, uma vez que também se espera que esse software seja apelativo para o público-alvo. Só trabalhando com o software se consegue avaliar, por isso penso que o avaliador deverá analisá-lo tentando trabalhar com ele observando o público-alvo a utilizá-lo. Poderá ser feito em contexto de sala de aula, em contexto educativo ou não. Vai depender do objectivo do avaliador.


Comentar post

mais sobre os autores deste blog ...
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post